Escritores recebidos

2017

Felix Kaputu (Congo)
Belo Horizonte – Brasil
Hóspede da UFMG, em parceria com CABRA e ICORN

Felix Kaputu - foto Dunya Azevedo
Felix Kaputu é professor universitário de literatura e cultura, escritor de ficção e não ficção, especializado em estudos africanos, arte e filosofia. Com um doutorado em literatura inglesa pela Universidade de Lubumbashi (RDC), Kaputu ocupou vários cargos de ensino e pesquisa, tanto na RDC quanto no exterior, incluindo os EUA, Japão e Bélgica. Já escreveu seis livros sobre questões que incluem o HIV / SIDA e direitos das mulheres na África. Suas publicações mais recentes estão na área de ficção e incluem os romances K-triângulo da morte: descenda ao inferno (Presses Universitaires du Nouveau Monde, 2013), Potência: Carne esquisita (Xlibris, 2011), bem como Jo-Mary: escravo preto livre (Xlibris, 2010). Atualmente vive em Belo Horizonte.

Acompanhe as atividades de Felix Kaputu no Brasil.

2015

Girma Fantaye – (Etiópia)
Ljubljana – Eslovênia
Integrou ICORN em 2013: escritor convidado (2013-2015)

Girma FANTAYE (Etiopia) ex ICORN escritor

Girma Fantaye (1980), jornalista, escritor e poeta, fundou, em língua amárica, ao lado de outros cinco jornalistas, o jornal político independente, de periodicidade semanal, ”Addis Neger”, sediado na capital da Etiópia, Adis Abeba. Trabalhou como subeditor chefe substituto do “Addis Neger”, e como editor da seção política e econômica, até sua partida da Etiópia, quando se deu o fechamento do jornal, em dezembro de 2009.

Trabalhou também como subeditor chefe da versão online do “Addis Neger”, criada por ele, ao lado de outros antigos membros da equipe do jornal, atualmente exilados na capital de Uganda, Kampala.

Seus artigos sobre política, artes e viagens, junto a seus contos, foram lançados em publicações como os periódicos “Meznagna”, “Ethiomirror.com”, o jornal e site “Addis Neger” e no “New York Times”.

De 2011 a 2012, Girma Fantaye recebeu a bolsa de Jornalismo John S. Knight, pela Universidade Stanford, EUA, onde se concentrou em um projeto que visava tornar mais sustentável a mídia no exílio.

Em 2012, publicou seu primeiro volume de poesia, The Quest for the Lost City (Mahlet Publishing, Adis Abeba, 2012). Também publicou seu romance de estreia na língua amárica, intitulado SELF Meda (Field of Queue), em agosto de 2014, e atualmente está trabalhando na publicação de suas obras em outras línguas.

Além do Jornalismo, Girma Fantaye tem experiência no ensino de História e Política da Etiópia e traduz do inglês para a língua amárica. Como estudou Administração da Faculdade de Comércio da Universidade de Adis Abeba, também criou vários empreendimentos sociais.

Contato: https://www.facebook.com/public/GirmaFantaye

 

2015

Saffa Fathy (Egito)
Paris – França
Integrou ICORN em 2007 e foi hospedada na Casa Refúgio Citlaltépetl no México

Safaa FATHY (Egito) ex ICORN escritora

Safaa Fathy (1958), poeta, cineasta, ensaísta, filósofa e tradutora, é, atualmente, Diretora do Colégio Internacional de Filosofia, em Paris. Doutora pela Universidade de Paris IV, Sorbonne (1993), traduziu O ‘conceito’ de 11 de setembro, de Jacques Derrida, para o árabe. Seus filmes mais recentes são Mohammad sauvé des eaux, D’Ailleurs Derrida, os filmes-poemas Nom à la mer e Hidden Valley, e um filme in progress : Tahrir, Lève, Lève, la voix. Escreveu duas peças de teatro, Terreur e Ordalie, prefaciadas por Jacques Derrida, com quem escreveu um livro, Tourner les mots, em torno de um filme. É autora de várias coletâneas de poesia, dentre as quais Nom dans une bouteille à la mer, 2010, e Où ne pas naître…, em 2003. Seus ensaios mais recentes, publicados entre 2011 e 2014, são Scander, voir et croire, Le secret est dans l’image, « Hijab » est un mot qui en lui-même… e L’écriture Matricide. Alguns de seus poemas traduzidos para o português fazem parte de seu último livro de poemas, editado em 2014: Une révolution traverse des murs.

Contato: www.safaafathy

 

2014

Diana Vallejo E. (Honduras)
Jönköping-Suecia
Integrou ICORN em 2014: escritora convidada (2014-2016)

Escritora, gerente de negócios, investigadora, promotora cultural e fotógrafa. Pertencia ao grupo poesia Casa Tomada e participou do Festival “El País de las Nubes” no México em 2004. Publicou artigos, contos e poemas em jornais e revistas em seu país e no exterior. Duas de suas histórias para crianças e jovens foram selecionadas no México e aparecerem em material escolar de Honduras em 2009.

Em 2005, seu livro de poemas Dias urbanos conquistou o terceiro lugar do Concurso Hispano Americano da Academia da Língua Feminina. Ganhou o primeiro lugar na mesma competição que aconteceu em Minas Gerais em 2007. Sua obra aparece em várias antologias, tanto na América Latina como na Europa.

Em 2011, foi bolsista do Programa para Artistas Residentes no México pelo FONCA. Convidada a ler poesia para Anistia Internacional, PEN e ICORN na Alemanha, Copenhagen, Suécia e Eslovénia. Publicada em Lyrikline.org.

2014

Mohsen Emadi (Irã)
México Casa Refugio Citlaltépetl
Integrou ICORN em 2012: escritor convidado (2012-2014).

Mohsen Emadi (Ira) ex ICORN escritor

Mohsen Emadi (Irã, 1976), poeta e tradutor, publicou, entre outros, os livros de poesia A flor das linhas (Lola Editorial, 2003), As leis da gravidade (Oliphant, 2011) e O visível ar, legível como a morte (Oliphant, 2012), todos editados em Espanha. Em 2007 foi publicado no Irã o livro de poesia Não falar de seus olhos (Ghoo Publishing). Publicou, ainda, traduções de obras de Vladimir Holan, Nichita Stanescu, Jiri Orten, Antonio Gamoneda, Pizarnik, Juan Gelman, Cezar Vallejo, João Cabral de Melo Neto, Carlos Drummond de Andrade, etc. Em 2007 fundou a Antologia Mundial de Poesia Persa, da qual figura como editor responsável. Deixou o Irã em 2009 e passou a viver em vários países europeus. Atualmente está vivendo na cidade do México (DF), onde trabalha na elaboração de dois livros de poesia e em documentário poético sobre o exílio de Luis Cernuda.

Em 2010 recebeu a bolsa de estudos “Finnish Literature Exchange, Fili” para sua antologia de poesia finlandesa. No mesmo ano ganhou o Prêmio Internacional de Poesia Medo (Espanha). Em 2011 conquistou a Bolsa Internacional Antonio Machado de Espanha.

Contatos: www.mohsenemadi.orghttps://blog.facebook.com/family/Emadi/1

Anúncios