CABRA/ICORN e PUC Rio

22829166_1839045926358433_1719824788384259170_o

Na sexta-feira 20 de outubro, Clarisse Fukelman, produtora cultural e professora da Universidade PUC-Rio apresentou o projeto CABRA / ICORN ao IRI (Instituto de Relações Internacionais) da PUC. Sylvie Debs, Diretora da CABRA, foi recebida pela Diretora do IRI, Marta Fernandes e sua assistente, Carolina Moulin Aguiar. Uma vez que o IRI está na fase de reativação da cátedra Sérgio Vieira de Mello (1948-2003), a PUC-RJ se mostrou muito aberta e interessada numa cooperação com CABRA/ICORN.

Sérgio Vieira de Mello foi um brilhante e carismático defensor da paz e dos direitos humanos, mas também um líder humanitário incansável e altamente eficaz. Ele representou o melhor que a ONU poderia oferecer em termos de promoção de soluções multilaterais para muitas das crises mundiais desafiadoras do mundo. Ele continua a ser um exemplo para muitos para imitar.

Vieira de Mello foi funcionário da Organização das Nações Unidas durante 34 anos e Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos desde 2002. Morreu em Bagdá, juntamente com outras 21 pessoas, vítima de atentado a bomba contra a sede local da ONU. A organização extremista da Al Qaeda assumiu a responsabilidade pelo ocorrido e afirmou que Mello era sim o alvo principal do ataque. Passou a maior parte de sua vida trabalhando no Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (UNHCR, ou ACNUR). O eis secretário-geral da ONU, Kofi Annan, afirmava que Vieira de Mello era “a pessoa certa para resolver qualquer problema”.

 
Para saber mais :

Dedicada à promoção do diálogo visando a resolução pacífica de conflitos, a Fundação Sergio Vieira de Mello tem como objetivo prosseguir a missão de Sérgio através de:

-Atribuição anual do Prêmio Sergio Vieira de Mello a pessoas, instituições ou comunidades que, por seu trabalho excepcional, propiciam a reconciliação do povos divididos por conflitos.

-Realização da Conferência Anual em Memória de Sergio, em parceria com o Institut des Hautes Etudes Internationales et du Développement (HEID), por volta do dia 15 de março, data do aniversário de Sergio.

-Bolsa Sergio Vieira de Mello atribuída a jovens cujas famílias foram vítimas de crise humanitária decorrente de conflito armado.

-Apoio a iniciativas e esforços em favor da reconciliação e da coexistência pacífica entre pessoas ou comunidades em conflito.

-Um manifesto em favor dos trabalhadores humanitários, qualquer que seja seu empregador ou local de atuação.

-Prêmio Direitos Humanos Sérgio Vieira de Mello

 

Timor-Leste criou o Prémio de Direitos Humanos “Sérgio Vieira de Mello”, destinado a reconhecer e a destacar a atividade de cidadãos timorenses e estrangeiros, de organizações governamentais e não governamentais, na promoção, defesa e divulgação dos Direitos Humanos em Timor-Leste.

Anúncios