Diversidade literária para as cidades-refúgio

Adria Cristina Scharmen nos conta: “Sou coordenadora da ICORN em Trondheim e tenho um forte compromisso com a liberdade de expressão e a diversidade cultural. Sou nativa do México e dos EUA e morei pelo mundo, durante a maior parte da minha vida. Estudei Antropologia Social e Literatura, nos EUA, e trabalhei na Espanha e na China. Depois passei para um Mestrado em Estudos Internacionais de Paz, na Universidade da Paz da ONU, na Costa Rica, com foco em migração e em desenvolvimento humano. Tenho vivido na Noruega, nos últimos 5 anos, onde trabalho com resgate de refugiados com o governo municipal de Trondheim. No momento, a maioria deles vem da Síria.”

CABRA: Por que você se envolveu com a ICORN?
Trabalho com o Município de Trondheim, no Departamento de Reassentamento de Refugiados. Coordenamos o Programa de introdução, que auxilia os refugiados recentemente reassentados com sua integração na sociedade norueguesa. Trondheim faz parte da rede ICORN e meu departamento é responsável pela coordenação do projeto. Depois de alguns meses de contrato para trabalhar como conselheira, o cargo de coordenadora da cidade me foi oferecido. Aceitei com prazer, porque estou muito envolvida em atividades culturais, incluindo música, literatura e teatro. Pensei que seria muito interessante trabalhar com escritores estrangeiros / refugiados e trazer uma diversidade literária para Trondheim. Pensei especialmente que o projeto poderia funcionar também para ajudar outros refugiados no programa de introdução a trabalharem de uma forma mais criativa, mais artística.

adriabis93a0917.jpg
Foto: Javad Montazeri. Home in Poetry com Ashur B. Etwebi e Adria Cristina Scharmen (2ª da esquerda para à direita)

CABRA: Que tipo de atividades você organiza com a ICORN?
O primeiro evento que organizei foi em colaboração com um festival na cidade (Dokumentar Festivalen), um debate sobre os dilemas de ser jornalista no exílio. Convidamos três escritores de outras cidades da Noruega e nosso próprio escritor do Irã, que também é jornalista. Mais tarde organizamos muitos eventos de poesia, porque nosso novo escritor é um poeta da Líbia. O último evento foi em dezembro do ano passado e envolveu muitos imigrantes e refugiados, que leram poemas em suas próprias línguas. Nós o chamamos de Home in Poetry e foi um grande sucesso! Também tivemos uma conferência de Networking aqui, para todas as cidades norueguesas da ICORN, em novembro de 2015. Em breve realizaremos nossa primeira exposição de arte, uma vez que um de nossos escritores aventurou-se no campo da arte.

Adria93A0920
Foto Javad Montazeri. Home in Poetry com Asieh Amini.

 

CABRA: Qual a importância da ICORN para você?
Acredito que a ICORN importante porque, antes de tudo, economiza vidas! Trata-se da vida imediata daqueles que a ICORN ajuda, é claro, mas, eventualmente, também da vida de muitos outros que ela, indiretamente, ajuda. Acredito que a ICORN traz esperança e reúne as pessoas. Literatura e arte têm o incrível potencial de inspirar empatia, que é um dos sentimentos mais valiosos na construção da paz. Tenho visto a importância de ICORN na prática, quando todos nos reunimos para reuniões de redes, pois compartilhamos nossa paixão pela poesia, pela música, pela boa literatura e o mais importante: pela paz. Essas coisas são universais e, através delas, perdemos nossas diferenças, esquecemos as fronteiras e tudo o que nos divide. É incrivelmente poderoso!

 

CABRA: O que você acha do Brasil se juntar à ICORN?
Acho maravilhoso que o Brasil se junte à ICORN! Bem vindo

 

Para saber mais

Home in poetry
Poesia é uma linguagem nômade. Podemos viajar, nos perder e sentir em casa na poesia, quando não existe outros lugares que nos sentimos em casa. “Home in Poetry” é um evento que olha além das fronteiras e em direção a uma linguagem comum da poesia. Convidamos poetas de todo o mundo para participar de um debate sobre poesia e pertencimento, assim como ler suas poesias.

Captura de Tela 2017-10-06 às 10.02.45


DukumentarFestival

Captura de Tela 2017-10-05 às 10.49.01
http://trondheimdokumentarfestival.no/

 

01/02/2017

Download the original version here

 

 

 

 

Anúncios