“Se eu tivesse permanecido lá, a morte teria sido inevitável”

NajatiTayyara

Najati Tayara é escritor e editor sírio, hospedado pela cidade refúgio de Paris (2013-2015). Antes da Revolução Síria, Najati Tayara trabalhou com várias organizações de Direitos Humanos, como editor e escritor. Como resultado de seu trabalho, experimentou constante assédio e sua revista Tayyarat foi fechada.

CABRA: Por que você teve que deixar seu país?
Fui obrigado a deixar meu país pela ameaça de ser assassinado por gangues leais ao regime sírio, depois de minha libertação da prisão, no início de 2012, sob a pressão do comitê de observadores árabes, no âmbito da Liga Árabe que tentava resolver a crise na Síria.
Depois fiquei sem passaporte nem documentos de identidade e houve uma campanha de hostilidade contra mim, que acabei atravessando. Por isso procurei escapar, em face à atmosfera de tumulto e de caos que começou a se espalhar pelo meu país. Ao mesmo tempo, achava que ia poder voltar dentro de alguns meses, depois que a situação estivesse estabilizada com algum sopro de solução. Mas a crise aumentou e se tornou o que vemos hoje. Se eu tivesse permanecido lá, a morte teria sido inevitável, ou mesmo a prisão, como aconteceu com tantos outros.

CABRA: Quais foram suas atividades na cidade da ICORN que o abrigou?
A ICORN me permitiu melhorar minha vida, depois que saí do meu país , garantindo-me um período de transição, permitindo-me participar de numerosas conferências e reuniões, que me introduziram a muitas instituições culturais globais, o que renovou minhas experiências e ampliou os limites de meu conhecimento. Essas foram minhas motivações para trabalhar a criatividade, me fazendo mais forte e mais aberto às diferentes experiências humanas.

CABRA: Qual a importância da ICORN para você?
A ICORN representa para mim uma das nobres instituições da sociedade civil, nessa abertura perturbada e em declínio, no que se refere à interação humana e aos valores do mundo. O trabalho desenvolvido pela ICORN para proteger escritores e artistas , estabelecendo uma rede de segurança internacional, é um exemplo proeminente de proteção efetiva dos altos valores humanos e dos cuidados para com os intelectuais, garantindo transição e continuidade.

CABRA: O que você está fazendo agora após a residência da ICORN?
Vou ficar em Paris, depois de ter conseguido o estatuto de refugiado político, por causa do desastre permanente em meu país, para onde não poderia ter voltado. Passei muito tempo para me adaptar a minhas novas necessidades de vida. A maior dificuldade foi aprender o francês, mas continuo escrevendo artigos em jornais e sites árabes e tenho um semi-projeto pronto para poemas. Faço também uma pesquisa, na área da Sociologia, sobre a comunidade síria na diáspora.

Biografia
Najati Tayara é um importante escritor e editor sírio.  Tayara co-escreveu o livro Partidos Políticos e Movimentos Árabes Nacionais, publicado em Damasco, em 1997. Outras publicações incluem Um retrato de um Pioneiro do Renascimento, publicado pela editora Al Tanweer, em Damasco, em 2001. Publicou também numerosos artigos e ensaios em vários jornais árabes e foi editor da revista Al-Marsad, publicada pela então proibida Associação Síria de Direitos Humanos. Em maio de 2011, Najati Tayara foi preso na cidade de Homs, depois de conceder uma entrevista por telefone para a TV Aljazeera, sobre a repressão das forças sírias em manifestantes pacíficos em Homs. Foi libertado em janeiro de 2012, depois de severa pressão da comunidade internacional, e desde então viveu em exílio ilegal, por causa dos riscos de retornar à Síria. Foi escritor convidado da cidade-refúgio de Paris, de 2013 a 2015.

16/03/2017

Download the original version of the interview here

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s