a escrita como ativismo

“A experiência do exílio foi a chance de ser a voz das pessoas silenciadas em Mosul e no Iraque, em geral. Escrevi sobre os artistas, sobre o seu trabalho e sobre como veem as coisas e a situação em geral, no Iraque.”

Leia aqui a entrevista completa com Ashraf Atraqc, que é jornalista, crítico de arte e curador iraquiano. Foi hospedado na cidade-refúgio de Estocolmo, na Suécia.

https://cabrarede.wordpress.com/ashraf-atraqchi/

ashrafatraqchizaidalobaydi

Anúncios